#NC27 – Entrevista com Artur Araújo

Fechando o aquecimento para o bate-papo #NC27 sobre monitoramento de mídias sociais,  apresentamos agora a entrevista com o profissional Artur Araújo.

Ele é profissional de comunicação digital com experiência em planejamento, coordenação e execução de projetos de comunicação digital. Formado em Comunicação Social com habilitação em Multimídia, realiza monitoramento e estudos sobre o mercado digital paraense e ministra com frequência palestras e cursos para estudantes e profissionais. Tem 08 anos de experiência em comunicação digital.

NC:

Qual a importância do monitoramento de mídias sociais no planejamento estratégico da empresa?

AA:

Coletar os dados do que estão falando da marca ou do segmento nas mídias sociais não serve apenas para avaliar se a campanha está dando certo ou não ou se está gerando retorno financeiro, o famoso ROI. Uma das funções de se monitorar é compreender melhor o público-alvo, seus hábitos, a relação dele com seu produto ou com demais concorrentes e com isso extrair um enorme número de insights para o setor de produção, para o financeiro, para a logística, P&D, departamento de vendas entre outros. Monitoramento é ferramenta de gestão, pense nisso.

NC: 

Como diretor de Planejamento e Monitoramento da Yesbil você realizou vários estudos de mercado. Como surgiu a ideia de fazer os estudos e qual a relevância para empresa e para o estado?

AA:

O uso exclusivo de pesquisas nacionais e internacionais como suporte para o planejamento estratégico de campanhas de marketing foi algo que sempre incomodou desde a época da faculdade, quando comecei a trabalhar com monitoramento de mídias sociais vi a oportunidade de traçar diversos perfis do mercado local nas mídias sociais, que usados em conjunto às pesquisas nacionais e internacionais dariam aos profissionais paraenses possibilidades de serem mais assertivos em suas estratégias.

Sem contar que é um excelente portfólio do meu trabalho, visto que por questões óbvias dados de clientes não podem ser divulgados.

NC:

Como você visualiza o cenário local em relação à atividade de monitoramento de mídias sociais?

AA:

Parece que monitoramento é novo social media, todo mundo “faz”, mas ainda temos muito que evoluir, não basta criar diversos cargos com nomes bonitinhos e não haver uma compreensão real da importância desta atividade. Monitoramento envolve uma combinação de diversos conhecimentos e tem interferência direta no planejamento estratégico do negócio, pois um dado mal analisado poderá direcionar a empresa para o caminho errado. Acredito que apenas com muito estudo e experiência poderá ser formar um profissional e consequentemente formar áreas de monitoramento de mídias sociais dentro das agências que vá além do Ctrl+C e Ctrl+V dos dados genéricos gerados por ferramentas gratuitas.

Bora continuar esse bate-papo? Inscreva-se gratuitamente no próximo #NC e participe! Lembrando que as vagas são limitadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.